Transformação Digital: como estar preparado

Transformação-Digital-Imagem-Blog-1200x685.png

Sua empresa está preparada para as mudanças que já estão acontecendo?

Desde a primeira revolução industrial, ocorrida entre o fim do século XVIII e o início do século XIX, até a segunda, em meados do século XX, o avanço tecnológico vem acelerando e trazendo mudanças de paradigmas cada vez mais rápidas. Os últimos 20 anos por si só já nos trouxeram desenvolvimentos fantásticos e quase impensáveis nas décadas anteriores.

A série animada Jetsons, lançada entre os anos 1960 e 1980, previa carros voadores e cidades nas nuvens para o ano de 2020. Ainda não chegamos lá, porém se pode duvidar que um dia tudo isso será possível. A transformação digital pela qual o mundo vem passando já dá indícios de que todas as empresas e negócios devem se adequar ao novo, à tecnologia, à Era Digital.

Há diversos exemplos de empresas que não acompanharam a inovação e a tecnologia e pagaram um preço muito alto por isso. Gigantes como a Blockbuster, que chegou a ser avaliada em US$ 465 milhões quando lançada na bolsa norte-americana; a Kodak, que inventou a câmera digital e foi morta por ela; e a Blackberry, que insistiu em telefones com teclado ao invés do Touchscreen, existem para nos lembrar da importância da mudança. Já empresas como a Netflix, que inicialmente alugava DVDs enviando pelo correio, abraçou a tecnologia e hoje é uma gigante do streaming e produtora de filmes. Toda a tecnologia e inteligência artificial empregadas para agregar facilidade e autonomia para o usuário é um case de sucesso de criação de um novo mercado a partir de um mercado já consolidado.

A entrada da Inteligência Artificial facilita a compilação, análise e tratamento de dados de maneira infinitamente mais rápida e eficiente. Um grande exemplo é o robô da JP Morgan, o COIN. Ele interpreta acordos de empréstimos comerciais em segundos, trabalho que consumia 360 mil horas anuais dos advogados contratados. A importância de acompanhar as evoluções e revoluções tecnológicas já está clara, agora vamos descobrir como fazer isso.

Você deve estar se perguntando: Como eu aplico isso para o meu negócio?

Alguns passos para acompanhar a Era Digital

  1. Esclareça o benefício para sua empresa – vai simplificar os processos? Diminuir os custos? Algum benefício para o cliente final?
  2. Período de transição – esse talvez seja o período mais importante. É essencial incluir todos na transição, bem como todos os processos possíveis, facilitando, agilizando e tornando todos mais eficientes. Caso os colaboradores não sejam incluídos, problemas podem vir à tona com a adaptação para o novo modelo.
  3. Avaliação interna – considerar modificações profundas pode muitas vezes ser algo difícil, especialmente para empresas maiores ou consolidadas. É de interesse da empresa, ao implantar um sistema de IA (Inteligência Artificial), por exemplo, não manter costumes antigos somente pelo fato de que estão “normalizados” dentro dela.
  4. Considerar os funcionários – uma modificação dessa magnitude traz alguns movimentos internos. É possível que algumas funções não tenham mais necessidade e que outras demandas surjam no processo. Capacite funcionários e faça o possível para manter a equipe atual, pois já é conhecedora do produto, em vez de novas contratações.
  5. Implementação – para empresas que não são do ramo de tecnologia, o mais adequado não é encarregar o departamento de TI para realizar a migração, e sim contratar uma empresa especializada e mais qualificada para o processo. Existem empresas que possuem conhecimento técnico necessário para tais atividades, como a X2 Inteligência Digital.

Desafios da transformação digital

Apesar de necessária e essencial para toda e qualquer empresa que deseje se manter viva para o próximo ciclo empresarial mundial, a transformação digital também possui suas dificuldades. Abaixo elencamos alguns dos principais desafios desse processo:

  • Ser aberto ao erro – tradicionalmente os erros são vistos como algo negativo, no entanto, na Era Digital, é importante compreender que erros acontecem e aprender com eles;
  • Estrutura empresarial – quanto mais horizontal for a empresa, mais o intercâmbio de conhecimentos ajuda a gerar inovação. A estrutura vertical presente nas empresas “tradicionais” está fadada a terminar;
  • Timing – compreender o momento correto para a transformação, pois, apesar de necessária, pode não ser a hora;

A transformação está acontecendo, e é importante acompanhar o caminho e a rapidez com que o mundo está mudando. Temos muitos exemplos de grandes empresas que não estavam preparadas.

Se você quer dar o próximo passo da transformação digital, entre em contato com a Equipe da X2 clicando aqui.

 

 



Copyright 2020 –  X2 Inteligência Digital. Todos os direitos reservados. – Política de Uso e Privacidade