Como a IoT muda o cotidiano das pessoas e organizações

Internet-of-Things-Imagem-Blog-1200x685.png

A internet existe desde o fim dos anos 1960, mas seu uso cresceu e foi amplamente difundido somente a partir da década de 1990. A chegada dessa rede global de computadores – e, hoje em dia, outros tipos de aparelhos, como os smartphones – mudou radicalmente a maneira como pessoas e empresas se relacionam, o que vem ocorrendo cada vez mais rapidamente nos dias atuais.

Hoje em dia, mais da metade da população mundial tem acesso à internet, demonstrando que um mundo conectado é possível e que estamos vivendo no que muitos chamam de Era Digital. Graças a esse rápido avanço da internet e ao fato de haver cada vez mais pessoas conectadas através de seus celulares e computadores, novas tecnologias são inseridas em nossos cotidianos diariamente, sendo a Internet das Coisas (IoT, em inglês, Internet of Things) considerada o próximo – e atual – acontecimento disruptivo pelo qual estamos passando.

O que é a Internet das Coisas

A Internet das Coisas pode ser considerada o próximo passo para conectar todos os tipos de dispositivos que estão ao nosso redor, facilitando nossas vidas e nos fornecendo mais tempo livre para utilizarmos de outras formas.

Estima-se que, até o fim de 2020, cerca de 30 bilhões de dispositivos estejam conectados à Internet das Coisas. Essa rede de utensílios e dispositivos irá conectar não só os clássicos telefones e computadores, mas também geladeiras, trancas de portas, fogões, coleiras para animais de estimação, tratores, carros e até mesmo sistemas de ar-condicionado. Imagine você chegando em casa após um dia cansativo de trabalho para encontrar seu ar-condicionado funcionando, seu chuveiro ligado na temperatura perfeita, sua fechadura destrancando no momento que você está em frente à porta e as compras semanais já encomendadas pela sua geladeira. Isso tudo já é realidade.

Mais do que isso, a IoT não funciona somente para facilitar a vida das pessoas em suas casas, mas também para melhorar processos em empresas e torná-las mais eficientes. Hospitais já estão utilizando a Internet das Coisas para monitorar pacientes de forma remota e disponibilizar informações para outros departamentos através de prontuários digitais e pulseiras de monitoramento. No campo, tratores autônomos preparam toda a lavoura e os animais são monitorados para prevenir doenças.

Desafios do mundo conectado

Para ser possível conectar todos os dispositivos, é importante que a internet seja amplamente fornecida e tenha qualidade suficiente para garantir o correto funcionamento da rede. Já existem projetos como o da empresa SpaceX, cujo objetivo é cobrir toda a extensão do planeta com internet de baixo custo, ampliando ainda mais o acesso. A chegada da internet 5G também é considerada fator-chave para a expansão da IoT, pois promete um aumento da velocidade e qualidade média da conexão no mundo inteiro.

Outro desafio, não menos importante, é a grande quantidade de provedores de dispositivos, que, por oferecerem sistemas distintos, acabam complicando a conexão entre diferentes marcas. Sistemas como a Siri, da Apple, a Cortana, da Microsoft, e a Alexa, da Amazon, já são utilizados pelas pessoas para comandar e conectar-se com outros dispositivos de suas casas e trabalhos. Recentemente, essas empresas formaram um grupo de trabalho para realizar integrações entre seus sistemas, possibilitando que os usuários não fiquem presos uma única marca ao comprar utensílios, o que deve ser outro fator a alavancar a IoT.

Utilidade e adaptação

Apesar de revolucionária e com a capacidade de mudar nossas vidas, é fundamental que a utilização da IoT seja feita de forma consciente. É necessário avaliar que tipos de conexões são importantes e serão utilizados pela população e pelas empresas. Não há motivo para conexões inúteis que somente irão dificultar as coisas. Com a IoT crescendo de forma exponencial, também é importante acompanhar a adaptação pessoal e profissional aos novos objetos tecnológicos, tornando as interações cada vez mais simples.

O mundo está em constante processo de modificação e é de suma importância acompanhar essas mudanças. Assim como era impensável no início dos anos 2000 que todos estivessem conectados a outras pessoas, países e empresas através de um simples smartphone, hoje em dia parece difícil compreender até que ponto a Internet das Coisas pode chegar. Mas não se engane: ela veio para ficar.

Quer saber mais? Entre em contato com a Equipe da X2 clicando aqui.

 

 



Copyright 2020 –  X2 Inteligência Digital. Todos os direitos reservados. – Política de Uso e Privacidade